As artes visuais como resistência às imagens de consumo

“Se as coisas belas se parecem com a alma, é na própria alma que a beleza melhor se revela. Será preciso então fechar os olhos do corpo para abrir a visão interior, que pode alcançar, afinal, a beleza inteligível, já pertencente às ideias, às formas puras e imateriais”*

Pintura, Jaime Prades. Disponível em Mapa das Artes

“a Arte goza […] de universalidade estética: está à disposição de quem pode fazer dela, como diria Kant, um objeto de satisfação desinteressado e universal, isto é, acessível a todas as consciências receptivas”**

--

--

Jornalista brasiliense, estudando para ser historiadora da arte! Espaço para minhas divagações, lamentações e reflexões.

Love podcasts or audiobooks? Learn on the go with our new app.

Get the Medium app

A button that says 'Download on the App Store', and if clicked it will lead you to the iOS App store
A button that says 'Get it on, Google Play', and if clicked it will lead you to the Google Play store
Samara Correia

Samara Correia

Jornalista brasiliense, estudando para ser historiadora da arte! Espaço para minhas divagações, lamentações e reflexões.